SESCOOP no Estado de São Paulo
Serviço Nacional de Aprendizagem
do Cooperativismo

 
 
           Login:      Senha:    
 
  
   
 
 

Institucional
Serviços
Programas e Projetos
Cursos e Eventos
Canais de Comunicação
 
  

Projeto do Sescoop/SP e Sebrae auxilia no desenvolvimento tecnológico de pequenos produtores
03/01/2021

As mudanças climáticas têm impacto direto no dia a dia do agricultor brasileiro e isso é ainda mais prejudicial para os pequenos produtores, que nem sempre possuem as ferramentas e tecnologias indicadas para lidar com eventuais intempéries. “Todas as atividades influenciadas pelo clima estão saindo do controle. Não dá mais para trabalhar apenas acreditando no clima: se vai chover, se vai ter sol, se é hora de plantar ou de colher; é preciso levar a tecnologia às propriedades e fazer os produtores entenderem, acreditarem e colocarem em prática todas as inovações disponíveis”, defende a presidente da Cooperativa dos Produtores Agropecuários de Dracena (Coopadra), Gislaine Oliveira.

Foi isso que motivou a Coopadra, que atua nas áreas de hortifrúti e leite, a pedir o auxílio do Sescoop/SP e do Sebrae no desenvolvimento de um programa que melhorasse a gestão das propriedades rurais de seus cooperados, por meio da tecnologia e da implantação da rastreabilidade dos produtos hortifruti in natura comercializados. “A ideia era auxiliar os produtores a melhorarem quantidade, qualidade, gestão da propriedade e também reduzir custos e aumentar a renda. Dessa forma, eles podem acreditar ainda mais em seu potencial e até induzir os filhos, sobrinhos, netos a darem continuidade à produção", destaca Gislaine. A Coopadra foi fundada em 2015 e reúne hoje cerca de 110 produtores nas regiões oeste e noroeste do Estado de São Paulo.

O programa contou com consultoria diagnóstica que teve o objetivo de conhecer melhor os produtores e as propriedades da Coopadra, com encontros coletivos na cooperativa, consultorias individuais para cooperados do grupo de risco que não puderam participar das reuniões, e visitas às propriedades rurais.

Cada módulo do programa discutiu um assunto pertinente à gestão da propriedade rural, como: planejamento, controles financeiros, comercialização, visão estratégica da propriedade rural e rastreabilidade. Também foram realizadas consultorias para ajudar os produtores na aplicação dos temas trabalhados, com foco em redução de custos, vendas e rastreabilidade.

Gislaine acredita que investir na tecnologia é também uma das formas de lidar com o problema de sucessão, muito presente nas cooperativas agropecuárias brasileiras. “Estou à frente da cooperativa desde 2017 e vejo uma falta de incentivo aos jovens. Dessa forma, vamos acabar perdendo muitos produtores, o que vai impactar na alimentação dos brasileiros e do mundo”, diz.

“Eu acredito que podemos mudar essa realidade e ter um futuro mais promissor e eficiente na produção, que vai gerar uma vida melhor para os produtores que já estão em atividade e atrair mais pessoas para o setor.

A partir do próximo ano, serão iniciados atendimentos individuais sobre boas práticas na produção de hortifruti e de leite, com o intuito de aumentar a produtividade e sanar dúvidas e dificuldades enfrentadas em cada propriedade rural atendida pelo projeto.

“O Sescoop/SP fica muito satisfeito com os resultados que o programa está gerando para a cooperativa e seus cooperados. Estamos cumprindo com nosso compromisso de atuar pelo desenvolvimento do cooperativismo”, ressalta o gerente de Desenvolvimento Cooperativo do Sescoop/SP, Luis Antonio Schmidt, que lembra ainda que este foi um projeto-piloto que poderá ter continuidade em 2021. “Estamos analisando a possibilidade de termos outras ações com essa abordagem, em parceria com o Sebrae, para mais cooperativas no próximo ano”, explica.

Em um ano difícil para todos os setores, o programa fez a diferença para a Coopadra e ainda trará mais benefícios. “Voltaremos agora em janeiro para dar continuidade a esse trabalho grandioso do Sescoop/SP, que se empenhou muito nessa parceria e gerou muitos frutos para a cooperativa. A Coopadra só tem a agradecer”, conclui a presidente.


  
  
 
 
© Todos os direitos reservados ao SESCOOP/SP. Este material não pode ser publicado,
transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.