SESCOOP no Estado de São Paulo
Serviço Nacional de Aprendizagem
do Cooperativismo

 
 
           Login:      Senha:    
 
  
   
 
 

Institucional
Serviços
Programas e Projetos
Cursos e Eventos
Canais de Comunicação
 
  

Carlos Melo comenta aspectos políticos e econômicos do Brasil e do mundo em Fórum do Sistema Ocesp
01/12/2020

Nesta terça-feira, 1º/12, o Sistema Ocesp realizou o primeiro dia do Fórum de Gestão Econômico-Financeira das Cooperativas Paulistas. O professor, cientista político e colunista do UOL, Carlos Melo, trouxe uma análise sobre os aspectos políticos e econômicos do país, com o intuito de subsidiar lideranças do cooperativismo paulista sobre tais eixos que norteiam as ações do movimento no estado de São Paulo e nas demais regiões brasileiras.

Para discutir este contexto político-econômico do Brasil e do mundo, Carlos Melo utilizou a figura de um labirinto, onde cada caminho entrelaçado simboliza as transformações, embates e perspectivas presentes na atualidade. Desafios do atual governo, eleições municipais no Brasil e norte-americanas, reformas, cenário econômico na pandemia e suas perspectivas até 2022 estiveram entre os assuntos de destaque da palestra.

Segundo o professor, entre as lições de 2020, é possível avaliar que o grande vencedor foi a ‘política’, nem a nova nem a velha, mas a grande política considerada necessária para sairmos do ‘labirinto’ e encontrarmos soluções para os principais problemas da sociedade, sem voltar ao passado, mas com visão de futuro. “Este ano de 2020 foi uma ‘caixa de pandora’, onde só a esperança foi guardada. Se ela está guardada, que ela possa ressurgir nos próximos anos. Já em 2021, os maiores desafios são a pandemia e a economia e não dá pra cuidar só de um ou só de outro, é preciso pensar nas duas partes da mesma forma”.

Cooperativismo em pauta

“Vocês são grandes agentes políticos. O que é cooperar? O que é trazer gente para fazer parte de cooperativa? Isso é grande política importante e necessária de se fazer, em que você percebe um problema, propõe soluções, cria um consenso em torno destas propostas e governa negociando”, explicou o cientista político.

Carlos Melo mostrou-se impressionado com o trabalho importantíssimo que o Sistema Ocesp desenvolve com as cooperativas paulistas. “Quem vai para os centros produtivos do Brasil percebe o quanto as cooperativas de todas as áreas e níveis são importantes. Articular essas cooperativas é um ‘baita’ de um projeto político e negociar para que o Estado tenha atenção com políticas públicas que estabeleçam créditos e metas para essas cooperativas é fundamental”, declarou Melo. “É um Brasil que os jornais não mostram, mas com uma enorme capacidade econômica que deve ser conhecida e valorizada”, completou.

A palestra foi mediada pelo assessor institucional do Sistema Ocesp, Ricardo de Saboya. “Para nós do cooperativismo paulista e brasileiro, é importante identificarmos a realidade na qual nos encontramos, pois já temos uma gama importante, prestamos serviços sociais e econômicos relevantes, mas o movimento precisa ser ainda mais conhecido”, comenta o assessor. “Cooperativismo é a força da união que deve ser sempre estimulada entre pessoas que podem gerar mais escala e eficiência nos modelos produtivos para alçar voos maiores”, conclui de Saboya.

O Fórum continua na próxima terça-feira, 8 de dezembro, às 10 horas, e contará com a palestra do doutor em Economia, administrador e colunista da Folha de S. Paulo, Alexandre Schwartsman. Para fazer sua inscrição para o segundo dia do evento, acesse aqui.

Haverá entrega de certificado de participação mediante preenchimento da lista de avaliação de cada palestra.


  
  
 
 
© Todos os direitos reservados ao SESCOOP/SP. Este material não pode ser publicado,
transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.