SESCOOP no Estado de São Paulo
Serviço Nacional de Aprendizagem
do Cooperativismo

 
 
           Login:      Senha:    
 
  
   
 
 

Institucional
Serviços
Programas e Projetos
Cursos e Eventos
Canais de Comunicação
 
  

Governo estadual divulga protocolos sanitários para agricultura e outros setores
29/05/2020

O Governo de São Paulo lançou nesta quarta-feira, 27, os protocolos sanitários do Plano São Paulo para permitir a retomada de comércios e serviços não essenciais. As diretrizes vão regular o atendimento presencial e o fluxo de clientes, funcionários e colaboradores em 15 setores produtivos e seus respectivos subsetores. Os protocolos para o setor agrícola e agroindustrial foram elaborados a partir de contribuições das cooperativas paulistas.

De acordo com o gerente de Monitoramento e Desenvolvimento de Cooperativas do Sescoop/SP, Luis Antonio Schmidt, as cooperativas de São Paulo contribuíram para o levantamento de boas práticas e medidas protetivas adotadas durante a pandemia da Covid-19. Segundo ele, o secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento, Gustavo Junqueira, solicitou essas informações durante reunião virtual com dirigentes de 28 cooperativas agropecuárias e de representantes da Ocesp no final de abril. “Ele pediu que as cooperativas enviassem à Secretaria seus protocolos sanitários e das condições trabalhistas, no que foi prontamente atendido”, afirma o gerente.

O setor Agricultura e Agroindústria contempla os subsetores: Agroindústria, indústria alimentícia, bens de consumo e produção de insumos; Distribuição; Feiras, entrepostos e mercados; Produção agropecuária; e Transporte e logística. Há ainda o subsetor Agroindústria, indústria alimentícia, bens de consumo e produção de insumos.
Plano São Paulo
As normas padronizam níveis de distanciamento social, higiene pessoal, limpeza e higienização de ambientes, comunicação e monitoramento das condições de saúde de trabalhadores. Há diretrizes específicas para cada uma das quatro fases do Plano São Paulo que permitem a retomada gradual e segura da atividade econômica.
Os documentos disponibilizados pelo Estado deverão ser seguidos pelas Prefeituras para a formulação dos decretos municipais de flexibilização da quarentena, de acordo com a classificação prevista no Plano São Paulo para 17 regiões distintas a partir do dia 1º de junho.
O Governo de São Paulo estabeleceu um protocolo comum para os diferentes setores produtivos. Há ainda outros documentos com normas específicas para os setores de academias; agricultura e agroindústria; atividades imobiliárias; automotivos; bares e restaurantes; beleza, comércio; economia criativa; infraestrutura; logística e abastecimento; meios de hospedagem; saúde; telecomunicações; têxtil, confecção e calçados; e turismo. Os protocolos setoriais estão disponíveis no site do Governo do Estado.
“O site dá acesso a todos os protocolos elaborados nos diálogos com setores econômicos, associações de classes e de funcionários e, principalmente, nossos prefeitos e prefeitas”, afirmou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen. “A nossa retomada consciente é baseada na união, no respeito à vida e na ciência”, acrescentou.
(Com informações do Governo do Estado de São Paulo)


  
  
 
 
© Todos os direitos reservados ao SESCOOP/SP. Este material não pode ser publicado,
transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.