SESCOOP no Estado de São Paulo
Serviço Nacional de Aprendizagem
do Cooperativismo

 
 
           Login:      Senha:    
 
  
   
 
 

Institucional
Serviços
Programas e Projetos
Cursos e Eventos
Coopero por um Mundo Melhor
Canais de Comunicação
 
  

Sescoop/SP inicia duas turmas do Cooperjovem em parceria com o Centro Paula Souza
11/09/2018

O Sescoop/SP deu início nesta terça à capacitação de duas turmas regionais do programa Cooperjovem, em parceria com o Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (CEETEPS). A ação representa um ganho institucional relevante para o Sescoop/SP e garante a extensão do programa Cooperjovem a todas as Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) agrícolas.
Estiveram presentes na abertura das aulas o gerente de Formação Profissional do Sescoop/SP, Alexandre Ambrogi; a coordenadora de Projetos Sociais do Sescoop/SP, Luciana Casarini e a coordenadora de Projetos do CEETEPS, Adriana Nunes.
Na abertura das atividades, o gerente de Formação Profissional do Sescoop/SP, Alexandre Ambrogi, enfatizou a importância da parceria com as Etecs agrícolas para a realização do programa Cooperjovem. Segundo ele, essas escolas ampliam a gama de alunos beneficiados, abrangendo também o público jovem do ensino técnico profissionalizante.
“Essa parceria é importante para a consolidação e disseminação da cultura da cooperação nas escolas que já participam do programa. O objetivo é contribuir, a partir de 2019, com o conteúdo das aulas sobre associativismo e cooperativismo ministradas nos cursos das Etecs”, afirma Alexandre.
A professora e coordenadora de Projetos no eixo de recursos naturais do CEETEPS, Adriana Nunes, conta que o cooperativismo já vem sendo fomentado nas Etecs agrícolas, tanto no plano curricular dos cursos, como nas cooperativas agrícolas formadas por alunos dentro dessas instituições.
Ela explica que os estudantes que atuam nessas cooperativas são orientados por um professor orientador, que ajuda a desenvolver projetos produtivos dentro da escola, como em um laboratório de cooperativismo. Por isso, acredita que a parceria com o Sescoop/SP fortalecerá as unidades das Etecs agrícolas, que demandam a renovação constante de conhecimentos sobre o tema.
“A parceria permite uma logística e uma sistematização em que as escolas podem se tornar modelos para o Sescoop/SP. Como a cooperativa nas Etecs é focada no aluno, ele pode ser impactado e vir a contribuir para a fundação de mais cooperativas na região em que vive”, explica a coordenadora.
Para firmar as bases do conhecimento sobre o cooperativismo, a "aula magna", que deu início à formação, foi ministrada pelo assessor da Presidência da Ocesp, Américo Utumi. Ele destacou a importância desse modelo econômico e social para os nossos dias, mostrando como ele está cada vez mais presente na vida de todas as pessoas.
Em seguida, os instrutores do Cooperjovem, Vanessa Maestro e Paulo Reis, desenvolveram as atividades de capacitação ao longo do dia, colocando em pauta o papel do Sescoop/SP e a parceria com as cooperativas e com as Etecs.
Sobre a parceria
De acordo com o instrutor Paulo Reis, as duas turmas acontecerão simultaneamente nas primeiras aulas. Uma turma é composta pelas Etecs das cidades de São Simão, Santa Rita do Passa Quatro, Igarapava, Miguelópolis e Franca. Já a outra é composta por Itapetininga, Iguape, Rio das Pedras, São Manuel, Espirito Santo do Pinhal. Também estiveram presentes a Cocapec e o Sicoob Credicocapec, cooperativas que farão a formação juntamente com as escolas.
Na opinião dos instrutores, a parceria com o Centro Paula Souza é uma oportunidade para o Sescoop/SP disseminar e difundir cada vez mais os valores e princípios da cooperação nas escolas agrícolas. Já para o Centro Paula Souza, a parceria fortalece ainda mais as potencialidades das escolas, dando vazão a projetos que coloquem os jovens como protagonistas.
“Isso é muito positivo tendo em vista que as cooperativas-escolas das Etecs estão em processo de regularização, podendo, em seguida, ter acesso aos serviços do Sescoop/SP. Para as cooperativas que fizeram parceria junto ao Sescoop/SP e às Etecs, é muito importante também, visto que houve divulgação do trabalho desenvolvido e da marca destas cooperativas na região além de uma real integração entre cooperativa e comunidade”, explica Paulo.


  
  
 
 
© Todos os direitos reservados ao SESCOOP/SP. Este material não pode ser publicado,
transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.